Escavação revela antiga cidade egípcia no norte do Egito - Egito Antigo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Escavação revela antiga cidade egípcia no norte do Egito

Azulejos pintados encontrados nas escavações
No forte hicso na área de Tel El-Yahoud na governadoria de Qalioubiya no norte do Egito, uma missão de escavação do Ministério de Estado para Antiguidades do Egito descobriu restos de uma antiga cidade egípcia do Império Médio, que data de cerca de 2000 a.C. a 1700 a.C. e vai até a época greco-romana.

A cidade inclui uma área residencial, com uma coleção de casas e palácios reais, bem como uma fortaleza com muros de quatro metros de altura feitos de tijolos de lama e uma necrópole com um grande número de túmulos de pedra talhada.

Uma coleção de lâmpadas, amuletos, potes de barro, escaravelhos e ladrilhos de faiança que foram usados para decorar o palácio do Império Novo dos reis Merenptah e Ramsés II também foram desenterrados. Uma coleção de túmulos de tijolos de barro da época dos hicsos também foi encontrado, assim como os restos de um templo dedicado ao deus Sotekh que era adorado na época dos hicsos também foi descoberto.

Adel Hussein, chefe do departamento egípcio antigo no ministério Antiguidades, disse que a missão de escavação na área de Tel El-Yahoud foi retomado após ter sido interrompido por causa da revolução de 2011.

Ele ressaltou que esse sítio é muito importante, pois revela o cotidiano dos antigos egípcios do Novo Império até a época greco-romana.

A cidade também foi importante do ponto de vista militar, disse Hussein, afirmando que as escavações mostraram que a cidade foi cercada por um muro para protegê-la dos inimigos.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal