Pirâmide do Rei Unas reabre ao público depois de 20 anos fechada - Egito Antigo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Pirâmide do Rei Unas reabre ao público depois de 20 anos fechada

Pirâmide de Unas no Egito
O Ministro de Antiguidades do Egito Khaled El-Enany inaugura quinta-feira a abertura da pirâmide do antigo rei egípcio Unas na necrópole de Saqqara, após 20 anos fechada à visitação pública.

A pirâmide do rei Unas é a última pirâmide da 5ª dinastia. Apesar de seu pequeno tamanho, ela é considerada uma das mais importantes pirâmides egípcias, pois é a primeira pirâmide onde estão gravados os "Textos das Pirâmides", que têm significado religioso importante sobre a ressurreição de parentes falecidos.

A cerimónia de inauguração vai incluir uma vigília à luz de velas para as vítimas do vôo EgyptAir que caiu no Mediterrâneo na semana passada.

A vigília terá a participação de El-Enany, bem como arqueólogos e altos funcionários do ministério, juntamente com jornalistas e diretores de institutos arqueológicos estrangeiros no Egito.

O Egiptólogo francês Gaston Maspero foi o primeiro a entrar na pirâmide, no ano de 1881, que foi fechada em 1996, devido a alta taxa de umidade ter afetado negativamente a câmara mortuária da pirâmide.

Depois de estudos exaustivos, um equipamento foi erguido para monitorar e reduzir o nível de umidade e calor no interior da pirâmide e um novo sistema de iluminação foi instalado.

A cerimônia de abertura terá a participação de diretores de missão estrangeiras e egípcias, delegações de institutos arqueológicos estrangeiros no Egito e altos funcionários do Ministério de Antiguidades.

El-Enany apontou que esta abertura destaca a cooperação bilateral frutuosa entre o ministério e missões estrangeiras e egípcias que trabalham no Egito.

O ministro explicou que a abertura vem como parte do plano do ministério para abrir mais locais arqueológicos e novas atrações turísticas, a fim de restaurar a indústria do turismo do Egito.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal