V Dinastia egípcia - Egito Antigo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

V Dinastia egípcia

Quinta dinastia de faraós do Egito foi a terceira das quatro dinastias que formaram o Império Antigo. A quinta dinastia faraônica foi um período turbulento. Existem vários indícios de inquietação de natureza religiosa, política e econômica.

A nobreza começava a ameaçar a hegemonia monárquica. Antes da Quinta Dinastia o faraó era considerado Deus, porém agora, ainda deus, era considerado filho encarnado de Rá, o deus sol e a mais importante divindade egípcia. Cada vez que Rá e seus sacerdotes subiam de importância, o poder do "rei-deus" diminuía. Depois vieram os problemas econômicos, pois o Egito pagou alto preço para a construção das pirâmides, sendo também oneroso mantê-las.
Lista de Faraós

A quinta dinastia foi composta pelos seguintes faraós (por ordem cronológica):
#NomeInício do GovernoFim do Governo
Notas
01
2493 a.C.
2486 a.C.
Chegou ao poder com a ajuda dos sacerdotes de Heliópolis, e ordenou doar muitas terras e bens ao clero. Primeiro faraó a erigir um templo solar. Primeiras relações com os povos do Egeu.
02

2486 a.C.
2474 a.C.
Manteve uma ativa relação comercial e diplomática com o Oriente Próximo.
03
2474 a.C.
2454 a.C.
Patrocinou, de forma excludente, o culto solar.
04
2454 a.C.
2447 a.C.
Atribuem-no o complexo funerário, a segunda pirâmide e a Esfinge de Gizé.
05
2447 a.C.
2444 a.C.
Inicia a colonização do Sinai e da Baixa Núbia.
06
2444 a.C.
2420 a.C.
O culto solar alcança seu clímax.
07Menkauhor2420 a.C.2413 a.C.Descentralização administrativa.
08
2413 a.C.
2374 a.C.
Criou o cargo de vizir do Sul para o Alto Egito. Composição das Máximas de Ptahotep.
09
2374 a.C.
2344 a.C.
Surgem os Textos das Pirâmides. Prosseguiu a política de relações com Biblos e Kush.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal