Robert Hay - Egito Antigo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Robert Hay

Robert Hay, famoso egiptólogo
Robert Hay nasceu em 06 de Janeiro de 1799 em Duns Castle, Berwickshire, na Escócia e faleceu no ano de 1863 em East Lothian. Foi um egiptólogo, viajante e antiquário escocês, que ficou famoso no mundo da egiptologia pelos seus trabalhos realizados nos monumentos e tumbas egípcias.

Hay serviu à Marinha Real Britânica, com a qual visitou a cidade de Alexandria em 1818. Em 1824 ele conheceu Joseph Bonomi em Roma e o contratou como artista para acompanhá-lo ao Egito. Eles permaneceram no Egito de Novembro de 1824 até 1834 registrando monumentos e inscrições, e fazendo um grande número de plantas das ruínas egípcias. Seus manuscritos estão agora, principalmente, na Biblioteca Britânica, e muitas de suas esculturas de gesso estão no Museu Britânico.

Enquanto ele estava estudando o Vale dos Reis ele viveu no túmulo de Ramsés IV (KV2), enquanto seus amigos se hospedaram no túmulo de Ramsés VI (KV9).

Em 1828, ele se casou com Kalitza psaraki, uma escrava que havia sido sequestrada de sua terra, Creta, pelos turcos, que a levou para o Egito. Ela o acompanhou pelo resto da sua exploração no Egito.

A publicação em 1840 de suas litografias do Cairo não foi popular, mas as imagens se tornaram valiosas para egiptólogos atualmente. O Museu Britânico tem 47 volumes de anotações e desenhos de lá que não foram publicados.

Depois de sua morte, em East Lothian, Escócia, em 1863, a sua coleção de antiguidades egípcia foi vendida ao Museu Britânico, embora alguns de seus objetos tenham sido comprados pelo Museu de Belas Artes de Boston em 1872.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal