Satet - deusa egípcia - Egito Antigo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Satet - deusa egípcia

Satet era considerada a deusa egípcia das plantações, o cetro de talo de flor de lótus era característica dessa deusa. Representando a necessidade da afinidade com o ambiente para a realização da criação. Satet era responsável pela inundação do Nilo (que gerava a fertilidade dos solos no Egito Antigo).

Seu nome vem do verbo "sentar", muitas vezes traduzido como "Aquela que atira flechas" em relação ao seu aspecto como uma deusa da caça.
Satet - Deusa egípcia
Outros nomes
Setet, Sathit, Satit, Sati, Setis ou Satis
Parentesco
Filho(s)
Satet é, geralmente representada com um antípole ou gazela ou mais comumente como uma mulher com a coroa branca do Alto Egito decorada com plumas de avestruz ou com chifres de antílope.

Culto

Satet foi uma deusa popular no Alto Egito, sendo, em particular, adorada na ilha de Sehel, localizada ao sul de Assuã e da ilha de Elefantina. Alguns artefatos encontrados em Saqqara sugere que ela era popular, também, no Baixo Egito permanecendo popular através de quase toda história egípcia antiga e seu templo em Elefantina foi um dos principais santuários do Egito.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal